Home Page Home Page Facebook Fale Conosco Administrativo

Artigo


São José - Santo Patrono da Igreja

Esta publicação foi criada em: 14/03/2018.
207 pessoas visitaram esta página.


Solenidade de São José
Um santo muito querido e recordado pelo povo é São José, o esposo bom, chamado na Bíblia de “homem justo” (Mt 1,19), que assumiu a responsabilidade de cuidar do Menino Jesus. A festa solene de São José é celebrada no dia 19 de março e sublinha a devoção ao pai de Jesus, esposo de Maria. Marca a grandeza de José, que assume como esposa uma jovem consagrada a Deus e a protege em todas as adversidades. Ele acolhe Maria que estava em perigo de difamação, bem como sustenta o lar. Tem a coragem de acompanha-la ao Templo e foge para o Egito, para escapar da voracidade de Herodes, o rei invejoso. Esta celebração destaca a virtude do bom pai e do esposo companheiro e gentil com sua família.
Existe também uma celebração no dia 1 de maio, que une sua figura de trabalhador (Mt 13,55) a todos os trabalhadores, especialmente aos operários que, pela dignidade do trabalho, prolongam a obra da criação. José foi um operário em Nazaré. Esta celebração coincide com a festa civil e universal dos trabalhadores e tem grande significado social e político. Ela quer resgatar a dignidade e os direitos de todos os trabalhadores que são explorados em sua força de trabalho.
Além de sua participação no projeto de Deus para enviar seu Filho ao mundo, José pertence à linhagem messiânica, anunciada no Antigo Testamento. Os textos do Novo Testamento descrevem José como descendente da família de Davi (Mt 1,1-16; Lc 3,23-38). Ele está presente na fuga para o Egito, para livrar Jesus das ciladas de Herodes (Mt 2,13-21), relembrando o caminho do povo bíblico fora de sua terra (Gn 37; 50,22-26).
A figura de José tem sido muito valorizada, como pai e protetor do povo de Deus, a ponto de ser declarado patrono de toda a Igreja. A celebração destaca sua presença junto a Maria para participar do plano de Deus na encarnação de Jesus Cristo. É o “servo bom e fiel” que oferece sua vida em favor do plano histórico da salvação.
O Evangelho (Mt 1,16.18-21.24) descreve o seu “sim”, no momento em que é convocado a participar do mistério da maternidade divina de Maria. Sua participação no mistério é pré-anunciada na promessa messiânica feita a Davi (2Sm 7,4-5,12-14.16). José é inserido no projeto das ações salvíficas de Deus na história. Esta sua inserção no projeto de salvação é mostrada pelo paralelo feito entre José e Abraão (Rm 4,13.16-18.22), pois ambos acreditam na palavra da promessa de Deus, que aos olhos humanos parecem irrealizáveis. Ambos acreditam e participam do projeto de Deus em favor da libertação do povo e são elevados por Deus.
A presença de José na religiosidade popular e na celebração da liturgia, embora muito menos significativa que a de Maria, tem sido enaltecida que a de Maria, tem sido enaltecida e cada vez tem aumentado sua veneração entre os fiéis.
fonte: O Mílite




Criado por: guiamongagua.com.br


Av. São Paulo, 1.679 - Centro - Mongaguá/SP
Tel: (13) 3448-5532 - paroquia.mongagua@gmail.com