Home Page Home Page Facebook Fale Conosco Administrativo

Artigo


Por quê gosto do Caminho Neocatecumenal? (1)

Esta publicação foi criada em: 20/09/2014.
1008 pessoas visitaram esta página.


Nessa curta série de artigos que inicio hoje vou procurar apresentar algumas razões que me levam a pensar de que o Caminho Neocatecumenal possa se tornar uma grande riqueza nesta igreja particular que é nossa comunidade católica de Mongaguá.
Inicio citando um trecho da homilia do papa Bento XVI, pronunciada por ocasião dos 40 anos do Caminho.
“... sendo conscientes de que ajudar aos homens do nosso tempo a encontrar Jesus Cristo, redentor do homem, constitui a missão da Igreja e de todo batizado. O Caminho Neocatecumenal se integra nesta missão eclesial como uma das numerosas sendas suscitadas pelo Espírito Santo, com o Concílio Vaticano II para nova evangelização.
Como não agradecer ao Senhor pelos frutos espirituais que, através do método de evangelização que utilizais, foram recolhidos nesses anos?
Quantas frescas energias apostólicas foram suscitadas, tanto entre os sacerdotes como entre os leigos!
Quantos homens e mulheres, e a quantas famílias que tinham se afastado da comunidade eclesial ou que tinham abandonado a prática de vida cristã, através do anúncio do Kerygma e do itinerário de redescoberta do Batismo foram auxiliados a reencontrar a alegria da fé e o entusiasmo do testemunho evangélico! A aprovação do Estatuto do Caminho, por parte do Pontifício Conselho para os Leigos, selou a estima e a benevolência com que a Santa Sé segue a obra que o Senhor suscitou através de seus iniciadores. O Papa, Bispo de Roma, vos agradece pelo generoso serviço que ofereceis à evangelização desta cidade e por vossa entrega para levar o anúncio cristão a todos os ambientes.
Vossa ação apostólica, que já é tão benemérita, será ainda mais eficaz na medida de vosso esforço por cultivar constantemente este desejo pela unidade que Jesus comunicou aos doze na Última Ceia. Antes da Paixão, de fato, nosso Redentor rezou intensamente para se seus discípulos fossem uma só coisa para que o mundo seja impulsionado a crer n´Ele (cf. Jo 17,21). Esta unidade, dom do Espírito Santo e incessante busca dos crentes, faz de cada comunidade uma articulação viva e bem integrada no Corpo místico de Cristo. A unidade dos discípulos do Senhor pertence à essência da Igreja e é condição indispensável para que sua ação evangelizadora seja fecunda e credível”.
Papa Bento XVI, Roma 2009.




Criado por: guiamongagua.com.br


Av. São Paulo, 1.679 - Centro - Mongaguá/SP
Tel: (13) 3448-5532 - paroquia.mongagua@gmail.com